Retriever – O que significa?

Conheças as características das raças de cães que levam o nome de retriever (recuperadores), seu significado, sua origem e função.
Labrador retriever com a caça

Labrador retriever retornando com a caça (foto: deingel)

Você deve conhecer as raças golden retriever, labrador retriever e outros ‘retrievers’. Porém, o que talvez você não saiba é que o termo retriever se refere a uma subdivisão funcional dos cães de caça que designa os cães ‘recuperadores de caça’. Explicamos: Dentre o grupo dos cães de caça existe uma categoria chamada gundogs (cães que auxiliam os caçadores a encontrar e recuperar a caça). Nesta categoria encontram-se três classificações principais: retrievers, spaniels e pointers.

Os retrievers foram produzidos para o resgate de caças e pássaros abatidos, devolvendo-os ao caçador sem causar danos a elas. Para funcionar adequadamente como um gundog desta finalidade, um retriever deve ser treinado em tarefas como controle frente ao tiro, marcação do local de queda da caça, sacudidela somente após comando (sacudida que os cães dão para secarem, após entrar em um lago ou rio), e assim por diante. Além disso, deve-se observar traços de formação como obediência, instinto, memória, olfato, boca macia, resistência, socialização, entre outros.

Embora os spaniels, pointers e outras raças também sejam usados como gundogs, são os retrievers que se distinguem dos outros pela recuperação sem danos como função principal. Como consequência, as raças retriever possuem ‘bocas macias’ e uma disposição natural para o aprendizado e a obediência. Uma boca macia é um termo que se refere a disposição do cão em carregar a caça sem mordê-la ou danificá-la, enquanto que uma boca dura é o inverso, constituindo-se em falha grave em um cão de caça e algo difícil de corrigir. Um cão agressivo pode danificar a caça.

Essas características, associadas a gentileza e a facilidade para o treinamento fizeram dos retrievers os populares cães de companhia que você conhece hoje. Seu desejo de agradar, sua natureza paciente e a capacidade de treinamento tornaram raças como o labrador retriever e o golden retriever famosos como cães de assistência para deficientes físicos e sua excelente reputação os colocaram entre os 10 melhores cães para crianças e famílias em todo o mundo.

Golden retriever caçando

Golden retriever em ação. Retrievers possuem bocas macias (foto: xan latta / Flickr)

Habilidades de um retriever para caça

Para realizar as funções de um cão de caça, um retriever deve ser treinado para realizar as seguintes tarefas:

Permanecer sob controle: em seus países de origem os retrievers são normalmente usados para caça de aves aquáticas. Uma vez que a maioria das caças às aves aquáticas emprega o uso de pequenos barcos em condições de inverno, os retrievers são treinados para permanecerem parados, sentando-se calmamente e em silêncio até serem enviados para resgate. Isso é conhecido como “estabilidade”. A estabilidade ajuda a evitar um emborcamento acidental, atrapalhando a pontaria do caçador ou até um possível disparo. Um cão estável também é mais capaz de “marcar” a caça abatida e seu local de queda.

Marcar local da queda: a marcação é o processo de observar a queda de um pássaro ou vários pássaros. Quando o comando é dado, o cão deve olhar para os pássaros e lembrar onde cada um deles caiu. Retrievers bem treinados são ensinados a acompanhar a direção que o cano da arma está apontando para marcar os pássaros.

Recuperar às cegas: às vezes, um cão não verá a caça caiu, então os retrievers são treinados para receber comandos de mão, voz e apito do condutor, direcionando-o para o local. Isso é chamado de “recuperação cega”. A precisão entre o cão e o condutor é extremamente importante para minimizar o tempo de recuperação e limitar a perturbação do entorno.

Entregar na mão: embora alguns caçadores prefiram que um pássaro seja entregue a seus pés, a maioria exige que o cão entregue a caça em suas mãos. Ou seja, uma vez que o cão tenha concluído a recuperação, ele segurará o pássaro com cuidado até ser instruído a entregá-lo. A entrega em mãos reduz o risco de fuga de um pássaro ainda vivo.

Honrando: Ao caçar com vários cães, um retriever precisa permanecer sob controle enquanto os outros cães trabalham, aguardando a sua vez. Esta é uma das razões pelas quais muitos treinadores usam o nome do cão como o comando para recuperar a caça.
Agitar sob comando: após pegar a caça um cão bem treinado não sacudirá a água de seu pelo até que receba um comando. Isso porque, como visto, há risco de virar pequenos barcos ou, na melhor das hipóteses, respingará no caçador e seus equipamentos. Além disso, um cão sacudindo enquanto ainda segura a caça na boca poderá danificá-la. Por isso, há um comando distinto para liberá-los para sacudir.

Características naturais

Embora a maioria dos retrievers tenha a capacidade bruta de ser treinada para atuar como um cão de caça, há um empenho geral na criação de linhagens que já apresentem características genéticas específicas que melhoram o processo de treinamento. Algumas dessas características são:

Conformidade: Como desenvolver um retriever treinado, capaz de realizar as tarefas descritas acima, requer uma quantidade significativa de tempo e esforço, um recuperador inteligente, controlável e com facilidade ao aprendizado (para receber e entender comandos) é de extrema importância.

Desejo e impulso: Denotam o desejo, quase obsessivo, de resgate de itens (inclusive enfrentando obstáculos significativos para isso), incluindo um interesse natural e excepcional por pássaros, penas de pássaros e cheiro de pássaros – característica denominada “birdiness”.

Marcação e memória: Como a visão e a percepção de profundidade e memória são de suma importância para a habilidade de um cão em marcar uma caça abatida e lembrar-se do local, um bom retriever nasce com essas ferramentas brutas.
Visão, lembrança e percepção de profundidade.

Olfato: Um bom retriever usa seu olfato para encontrar a caça abatida em cobertura pesada e, ao mesmo tempo, destrincha o campo para localizar e fazer voar aves de caça.

Boca macia: Um cão de boca macia pega e segura a caça suavemente, mas com firmeza na recuperação. Cães que deixam cair pássaros, trituram, mastigam ou até comem os pássaros antes de entregá-los não são desejáveis. Embora o treinamento possa superar a maioria destes problemas, um cão com uma boca inerentemente macia é preferido ao iniciar o processo de treinamento.

Resistência: A caça de aves aquáticas é um esporte de clima frio, praticado em uma ampla variedade de locais e condições; desde florestas densas e inundadas, a lagoas geladas e cobertas de gelo até mares frígidos. Um bom retriever entra voluntariamente na água para resgates sob essas e outras condições extremas.

Por isso, se seu retriever naturalmente se sentir compelido a correr atrás de pássaros, entrar na água e trazer itens até você, saiba que isso faz parte da sua natureza.

DogDicas

A DogDicas é um site feito por apaixonados por cachorros. Desde 2007 trazemos informações úteis para todos os interessados em cães.

Ver outros textos
4 Comentários
Write a comment