Próstata e castração

Leitor, receoso com cirurgias, especialmente com a castração, pergunta se é possível tratar a hiperplasia de seu Border Collie apenas com a retirada da próstata.

Tenho um Border Collie de 8 anos diagnosticado por ultra-som com hiperplasia de próstata e me foi recomendado sua retirada e castração. Tenho receio com relação a estas operações, especialmente a castração. É realmente necessário? Não é possível realizar apenas a retirada da próstata (como em humanos) sem castração, já que nessa idade ele pode perder o interesse por exercícios? Ele já está ficando sedentário e engordando. Tenho mais um cão e uma cachorra que vivem juntos. A castração pode afetar a ‘posição social’ dele na matilha?
(Mário Bianco – São Paulo/SP)

Olá, Mário

A hiperplasia prostática ocorre como resultado do estímulo androgênio, e nesse caso é prudente a retirada das gônadas (testículos são a fonte dos hormônios andrógenos), pois a involução da próstata só ocorrerá após a castração.

Para animais de reprodução, essa medida não é desejável e podemos recorrer à terapia com medicamentos antiandrogênicos. Porém estes só reduzem o tamanho da prostática temporariamente.

Suas dúvidas são bastante comuns, os proprietários sempre consideram os efeitos “maléficos” da castração. Porém acredito que todos eles possam ser resolvidos com medidas muito simples e que não se tornarão nocivos para a vida do animal.

Quanto ao desinteresse por exercícios, basta criar uma rotina para acostumá-lo a se exercitar. Isto pode ser feito através de passeios mais longos ou do aumento do número de vezes que vocês vão à rua.

Os cães castrados têm realmente tendência ao aumento de peso e se isso ocorrer, você deve recorrer às rações light.

Acredito que seja difícil ele perder sua posição na matilha, uma vez que ele já está inserido há bastante tempo e sua posição já está consolidada.

Tags: , , , ,

Fernanda Martins é médica veterinária formada pela UFRRJ (CRMV-RJ 7783) e especializada em pequenos animais.

Visite seu site | Leia outros artigos de Fernanda Martins



Comentários





Comentários

2 comentários para “Próstata e castração”

  1. Michel Azevedo Araujo

    Olá, meu cão foi castrado há aproximadamente 20 dias, devido a aumento de sua próstata, já a algum tempo, que lhe dificultava a evacuação, gerando muita dor. Ele tem 11 anos e a cirurgia correu bem, porém, ele continua gemendo e gritando muito na hora de evacuar, muitas vezes tendo rastro de sangue em suas fezes. Gostaria de saber se é normal a lentidão na involução da próstata, pois é muito doloroso para minha família o cachorro sentir tanta dor várias vezes ao dia. Obrigado antecipado pela atenção.

  2. Silene Barth

    Olá, meu cão é epilético, por esse motivo ainda não castrei ele mesmo sabendo dos benefícios do procedimento. Mas agora foi constatado o aumento da próstata e foi recomendado a castração. Fico muito apreenciva com a cirurgia pois ele terá de ser sedado e com isso correr o risco. Então, é realmente perigoso a castração ou tenho como administrar esse aumento da próstata com medicamentos, se ísso é possível?
    Agradeço.